Estado

Caiado inaugura UTIs neonatal e maternidade do Hospital de Uruaçu

“Será o maior centro de referência de medicina no Centro-Norte”, diz Ronaldo Caiado ao inaugurar ala voltada para maternidade e cuidados com recém-nascidos no Hospital de Uruaçu (Fotos: André Saddi)

O Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN), localizado em Uruaçu, ganhou dez Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Neonatal, cinco Unidades de Cuidados Intensivos Neonatais (Ucins), uma maternidade com 30 leitos e um centro obstétrico para partos normal e de condução cirúrgica. As estruturas, que já estão em funcionamento, foram oficialmente inauguradas nesta segunda-feira (09/05) pelo governador Ronaldo Caiado.

“Será o maior centro de referência de medicina no Centro-Norte do Estado. Não tem nada parecido com a estrutura que estamos transformando em realidade aqui”, assegurou o governador. A unidade de saúde dispõe de tecnologia e atendimento especializado para moradoras da região e seus respectivos bebês. “A mãe que tiver uma gravidez de risco não precisa mais se deslocar para Goiânia”, completou Caiado.

A ampliação da unidade surge como uma forma de garantir a saúde das gestantes da região Centro-Norte goiano, que terão no HCN um perfil assistencial de atendimento a casos de alta complexidade. Os novos setores do hospital vão funcionar em forma de circuito. Neles, as mulheres terão assistência durante a gestação, no parto e após o nascimento do filho. Trata-se de mais um passo no processo de regionalização da saúde promovido pela gestão Caiado.

Multiprofissional

As pacientes e os bebês serão assistidas por uma equipe multiprofissional, composta por pediatras, ginecologistas, neonatologistas, cirurgiões pediátricos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Ainda, há possibilidade de realização de exames, tudo via Sistema Único de Saúde (SUS). “É difícil em algum lugar de Goiás, mesmo em hospital privado, ter o padrão de qualidade que o governador entrega hoje”, sublinhou o secretário da Saúde, Sandro Rodrigues.

Diretor-geral do HCN, João Batista da Cunha apresentou balanço sobre a unidade, que foi inaugurada em março do ano passado para atendimento exclusivo de pacientes com Covid-19, e iniciou os atendimentos gerais no final de novembro. Neste último período, foram 4,5 mil atendimentos em pronto-socorro e 7,2 mil consultas. “Em cinco meses, temos várias histórias de êxito de tratamento”, celebrou. O índice de satisfação dos pacientes é de 97%.

Atualmente, o hospital tem 247 leitos ativos, e a expectativa é ampliar para 307. A próxima etapa, prevista para julho, contará com a instalação de uma ala para tratamento de câncer. “O serviço de oncologia terá 36 leitos e 24 postos de atendimento à quimioterapia”, confirmou João Batista. “Vamos criar aquilo que não existe fora de Goiânia-Anápolis”, relatou o governador sobre o centro oncológico.

0 Compart.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.