Polícia

Delegacia de Porangatu flagra irregularidades sobre cargas pesadas

foto divulgação

Em atuação na BR-153, as equipes da Delegacia Regional de Fiscalização de Porangatu, unidade da Secretaria da Economia, flagraram de quarta-feira até domingo, de 14 a 18, mercadorias transportadas sem nota fiscal ou com a documentação inidônea. As irregularidades geraram quase 80 autos de infrações lavrados, dos quais 71 já foram quitados. Foram recolhidos aos cofres públicos mais de R$ 140 mil entre ICMS e multa.

As irregularidades fiscais foram detectadas em transporte de feijão, soja, confecções, gado e sementes de capim. O valor dessas mercadorias irregulares somou mais de R$ 1,6 milhão. “Só de soja foram mais de 105 toneladas, além de 37 de feijão. Os dois foram carregados em Goiás, mas apresentaram nota fiscal de outro Estado, o que é uma forma para driblar a fiscalização do ICMS”, afirma o delegado regional de Fiscalização de Porangatu, Márcio Oliveira Leite.

De acordo com o delegado, também foram flagrados caminhões sem o recolhimento do ICMS do frete. Além dos autos de infração pagos, outros que totalizam R$ 95 mil não foram quitados pelos proprietários das cargas. Durante os cinco dias das blitze, além dos auditores fiscais, também integraram as equipes, servidores do apoio fiscal e do Batalhão Militar Fazendário.

0 Compart.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *