Ultimas Notícias

Agrodefesa alerta pecuaristas para vacinar bezerras contra brucelose


A imunização de fêmeas de 3 a 8 meses é obrigatória. Prazo  vai até 30 de novembro

O prazo de vacinação de bezerras bovinas e bubalinas contra brucelose no segundo semestre do ano termina em 30 de novembro. A imunização de fêmeas de 3 a 8 meses é obrigatória, como previsto na  Instrução Normativa nº 3/2018 da Agência Goiana de Defesa Agropecuária – Agrodedefesa. Conforme dados da Agência, a previsão é que sejam vacinadas 1,2 milhão de bezerras. A medida é imprescindível porque garante a sanidade das futuras matrizes de cria. A imunização é realizada sempre por médico veterinário, que é responsável também pela emissão do receituário para compra da vacina. Esses profissionais precisam estar cadastrados na Agrodefesa, com atualização anual.

As vacinas indicadas são a B19 ou a RB51, que devem ser adquiridas em estabelecimentos comerciais registrados na Agência. A vacinação contra brucelose atende às diretrizes do Regulamento Técnico do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose, instituído pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa. A vacinação contra brucelose pode ser realizada ao longo de todo o ano, com comprovação no primeiro semestre até 31 de maio e no segundo semestre até 30 de novembro.

Por se tratar de vacina viva, que apresenta riscos de contaminação, o procedimento de aplicação precisa seguir uma série de cuidados que vão desde o acondicionamento refrigerado até a imunização propriamente dita, durante a qual o veterinário deve usar equipamentos de proteção individual (EPIs). Outro cuidado é aplicar a vacina em tempo hábil após seu preparo, já que não pode ser armazenada para uso posterior em razão do período específico de utilização.

0 Compart.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *