Nacional

Governo anuncia medidas de enfrentamento à violência contra a mulher

Solenidade do dia do enfrentamento à violência contra a mulher. Foto: Carolina Antunes/PR

No dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra a Mulher, o Governo Federal anunciou medidas para coibir o problema. Entre elas, campanha para sensibilizar, esclarecer e convocar os brasileiros para uma união nacional contra o crime.

“Nós temos que criar meios para dissuadir os agressores. Criar normas, leis, que os façam sentir, que os façam cada vez mais se arrependerem dos seus atos. É uma política que continua, que se acelera em nosso governo”, disse o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Maria (nome fictício) tem uma história de violência doméstica e resolveu que o melhor era falar e denunciar seus agressores. Aos 46 anos, com três filhos, Maria não ficou calada. No primeiro relacionamento, disse que o filho foi testemunha na delegacia. No segundo, embora não tenha sofrido violência física, contou que foi extorquida e saqueada. Já no terceiro relacionamento, Maria acreditou no futuro sem agressões.

“Conheci um homem que não bebia e achei que era o homem da minha vida. Com três meses, comecei a ver indícios. Já tenho idade pra saber o que é bom pra mim. Mas, quando tentei sair, comecei a sofrer agressões físicas de andar toda roxa no condomínio e ele confiscou meu telefone”. Ela contou que durante os anos aprendeu a se valorizar, denunciou o ex-parceiro e busca novos caminhos na vida.

Maria não é exceção. No Brasil, 536 mulheres são agredidas fisicamente por hora; 66% das mulheres, entre 16 e 24 anos, sofreram algum tipo de assédio no último ano; 70% das agressões ocorrem dentro de casa; e 65% dos agressores são os próprios parceiros ou ex. 

0 Compart.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *