Política

Lideranças do PMDB de Goiás defendem alternância de poder e renovação política.

Foto Divulgação.

Foto Divulgação.

Peemedebistas jovens e experientes que estiveram em Inhumas neste sábado defenderam o momento de renovação na prática política com candidatura própria ao governo em 2018. “As pessoas querem renovação na política e o PMDB goiano tem condições de oferecer isto. É necessário dar espaço aos mais jovens como o Daniel (Vilela). Da mesma forma como fizemos com o Gustavo (Mendanha) em Aparecida”, declarou o ex-governador e ex-prefeito Maguito Vilela. O mesmo pensamento foi compartilhado pelo ex-prefeito de Inhumas Irondes de Morais e o suplente de deputado José Essado, homenageado no encontro pelos 50 anos de filiação ao PMDB.

“Temos hoje um governo virtual, tentando enganar mais uma vez os prefeitos prometendo verbas que nunca vão chegar. As pessoas querem mudança e o PMDB tem um pré-candidato à altura deste desafio”, afirmou Essado, citando o nome de Daniel Vilela. A grande maioria dos representantes de 20 municípios da região de Inhumas defendeu que o PMDB tem que apresentar candidato, construindo uma ampla frente de oposição com apoio de outros partidos.

“Tenho enorme respeito pela história do PMDB. Nasci e vou envelhecer no partido. Acompanhei de perto as derrotas e talvez isto tenha sido fundamental para que eu decidisse escolher a atividade política, pois vi que podemos corrigir os rumos, aprender com os erros do passado para construir um projeto vitorioso. Me considero preparado para defender os projetos da legenda no futuro”, ressaltou Daniel Vilela em seu discurso. 

O presidente do partido destacou também que o PMDB vai resgatar a confiança do cidadão que não suporta mais tanta propaganda em Goiás. “Chega de gestão virtual, dos programas tucanos que prometem os mesmos benefícios há quase 20 anos e pouco entregam à população”, disse, destacando que o momento é de alternância de poder no âmbito estadual.

“Vamos fazer com que o povo goiano novamente entenda a necessidade de alternância de poder, mas de uma forma diferente na prática administrativa. Com um projeto de gestão verdadeiramente moderno, não com essa política atrasada de ter que chantagear os prefeitos hoje para serem seus aliados senão não recebem os recursos para promover as obras que são de responsabilidade do governo”, afirmou Daniel Vilela.

Prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha lembrou da sua eleição no ano passado, quando era o menos conhecido dos candidatos no município e acabou vencendo no primeiro turno, para comprovar que a sociedade está aberta a nomes novos na política. “É um trunfo que temos e vamos saber aproveitar isto”. 

Os deputados estaduais Wagner Siqueira, José Nelto e Paulo Cezar Martins também endossaram o sentimento de alternância de poder no Estado e defenderam o nome de Daniel para encabeçar o grupo de oposição, elogiando o trabalho do presidente do PMDB no sentido de costurar o apoio de outras siglas. “Estaremos firmes ao seu lado, Daniel, apoiando e respaldando seus decisões à frente do partido”, ressaltou José Nelto. Ex-prefeito de Inhumas, Dioji Ikeda (PDT) também participou do evento e disse que estará junto do projeto de oposição. “Temos que tirar Goiás desta farsa que estamos vivendo”, afirmou.fonte PMDB.

 

0 Compart.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *