Destaque

Governo de Goiás quer que combate aos crimes contra mulheres também seja referência nacional

Declaração foi feita pelo governador Ronaldo Caiado durante a formatura dos novos delegados da Polícia Civil

Depois de reduzir drasticamente o tráfico de drogas e desarticular quadrilhas internacionais no Estado de Goiás, o governador Ronaldo Caiado elegeu como prioridade da Segurança Pública a redução dos índices de violência contra a mulher. O anúncio foi feito durante a solenidade de formação dos novos 122 delegados da Polícia Civil, realizada nesta sexta-feira (16/08), no auditório da Associação dos Magistrados de Goiás (Asmego).

“Vocês [formandos] vão nos ajudar também a ser referência no combate aos crimes contra as mulheres. Vamos mostrar que Goiás é o Estado que mais cumpre as determinações da Lei Maria da Penha. Aqueles que não cumprirem a lei não terão espaço aqui para continuar soltos”, assegurou o governador, parabenizando especialmente as 32 novas delegadas aprovadas no concurso que, segundo ele, terão também a missão especial de ajudá-lo a diminuir os crimes contra as mulheres.

De acordo com Ronaldo Caiado, a gestão passada do governo deixou como herança um índice extremamente alto de agressão contra as mulheres e de feminicídios. Para se ter uma ideia, o Atlas da Violência 2019 mostrou que o número de homicídios de mulheres em Goiás, entre os anos de 2007 e 2017, aumentou 84%. Isso significa mais de 2 mil vidas perdidas no período. Ainda de acordo com o documento, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Goiás é o quinto Estado com a maior taxa de vítimas de homicídio do sexo feminino – 7,6 para cada grupo de 100 mil mulheres.

“Esses bandidos saberão que não terão espaço para ameaçar as mulheres do nosso Estado. Vocês [formandos] fazem parte de uma nova mentalidade das polícias goianas, que preza pelo espírito público e pelo compartilhamento de informações. No nosso governo não tem mais espaço para a vaidade e para o estabelecimento de feudos”, destacou Caiado, ao reforçar o que tem sido feito para reduzir a criminalidade em Goiás.

Presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Gracinha Caiado

Madrinha das Forças Policiais de Goiás e da formatura dos novos delegados, a primeira-dama e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Gracinha Caiado, deu boas-vindas aos profissionais, lembrando que cerca de 60% deles estão vindo de outros Estados. Ela também falou do trabalho desenvolvido pelo governo atual, que elegeu a Segurança Pública como prioridade. “Tem uma frase muito forte que temos usado, mas que traduz o que realmente tem acontecido em Goiás depois de Ronaldo Caiado: ‘Quando o governo deixa a polícia trabalhar, bandido tem que aprender a voar. Só que agora já está tarde para bater asa, pois essa polícia aqui já está na terra, na água e no ar’”, disse, para logo depois ser aplaudida por todos os presentes no evento.

0 Compart.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *