Estado

Nos 30 anos do BOPE, Caiado reafirma que vai ampliar os batalhões

Sob chuva, o pelotão de veteranos do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar de Goiás – BOPE se mantinha em formação para receber as homenagens prestadas por seus 30 anos de atividades. Em reconhecimento aos serviços prestados pela unidade, o governador Ronaldo Caiado fez questão de se posicionar em frente aos veteranos, sem se importar com o mau tempo, para prestar sua homenagem e reafirmar sua satisfação pelo trabalho desenvolvido pelas forças policiais do Estado. “Cada vez mais eu recebo os cumprimentos pela escola que vocês construíram, que engrandece a polícia do Estado de Goiás. Aquilo que vocês iniciaram há anos continua vibrante e respeitado no cenário local e nacional”.

Acompanhado pela presidente do Grupo Técnico Social de Goiás, primeira-dama Gracinha Caiado, que também é a madrinha das forças de segurança do Estado, o governador destacou que, nos momentos de crises graves, o BOPE é um dos principais recursos de que o governo dispõe para fazer frente a ocorrências consideradas complexas e que requerem um alto grau de especialização, como o resgate tático de reféns e a desativação de artefatos explosivos. “Como governador, vou trabalhar fortemente para podermos amanhã ampliar nossos batalhões operacionais e, com isso, formar, cada vez mais, pessoas preparadas”, garantiu.

Considerado um efetivo altamente treinado, o BOPE surgiu em 1989 como Grupo Anti-Sequestro – GAS. “A atividade de operações especiais está completando 30 anos dentro da Polícia Militar do Estado Goiás, que possui 161 anos. Isso é muito importante, no aspecto de reviver a história e de valorização. Para a sociedade isso repercute no fortalecimento de todos os profissionais que atuam nessa atividade dentro da Polícia Militar”, destacou o tenente coronel Giovane Rosa da Silva, comandante do BOPE.

0 Compart.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *