Política

Parlamentares propõem cautela no trabalho de CPI para não prejudicar empresas

Jornal Comunidade em Destaque.Durante reunião da CPI dos Incentivos Fiscais realizada nesta tarde no auditório Solon Amaral, deputados Talles Barreto (PSDB) e Coronel Adailton destacaram a importância de não transformar o trabalho da Comissão num instrumento de perseguição a empresários.

“Temos que buscar equilibrio e sensatez para não prejudicar nenhuma empresa. É preciso ser transparente e não criar problemas para quem gera empregos”, salientou Talles Barreto.

Coronel Adailton afirmou que alguns empresários estão amedrontados e outros que estavam prontos para vir para o Estado agora estão em dúvida. “A CPI não pode ser um empecilho para a geração de renda e de empregos. Nós acompanhamos desde o início o crescimento do Estado a partir da criação dos incentivos fiscais”, disse.

Humberto Aidar afirmou que, partindo da premissa de quem não deve não teme, não há motivo para preocupação por parte dos empresários. Segundo ele, a CPI quer averiguar se empresas cumpriram as contrapartidas exigidas na concessão de benefícios fiscais. “Grandes usineiros, montadoras receberam milhões em créditos outorgados e investiram em outros Estados”, afirmou.0

0 Compart.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *