Destaque

Proibido destruir amizades por causa da Política em 2020

divulagação

Por Claudio Barsi

A política municipal em 2020 começou mais cedo em alguns municípios goianos com as redes sociais a todo vapor, os ânimos andam muito exaltados por conta do período eleitoral, sobretudo nas redes sociais.

Quero aqui nesse artigo deixar a minha expressão sobre o assunto, vamos lá, uma amizade verdadeira vale mais que uma posição ou ideologia política. Todos têm suas preferências, pensamentos, lado, algo até então intrínseco que deve ser respeitado.

Cada cidadão possui seus motivos para votar em candidato da sua escolha, e defender uma linha de pensamento, afinal estamos numa democracia constituída pela Constituição Federal Brasileira. Contudo nada é justificável a ponto de interferir numa amizade, as vezes construída a messes ou a anos, e ser destruída simplesmente por causa da política. Enquanto o povo briga em baixo, os políticos dão gargalhadas em cima nas altas caladas da noite, porque não existem inimizades entre eles , são todos amigos.

Infelizmente, são muitas pessoas que defendem uma forma de pensar e exijam que todos sigam a mesma linha, não respeitando as divergências de ideologias e até mesmo simpatias, pois a mesma se dá também devido a classe social, este grande abismo entre a sociedade brasileira.

Temos nossos amigos, debatemos com eles e, até às vezes, nos excedemos ao ponto de discordar de forma mais áspera de suas posições (algo mais do que natural no Estado Democrático de Direito), mas o bom relacionamento e a boa convivência devem continuar sempre.

Inconcebível, portanto, haver agressões gratuitas, deboches, contra a honra de qualquer pessoa pelo simples fato da mesma simpatizar por um político de sua preferência.

Não podemos esquecer que na política, os adversários de hoje podem ser os amigos de amanhã. E se quebramos o laço de amizade como irá ficar?

Que a política municipal em 2020, não estrague as amizades verdadeiras, e que as redes sociais sejam usadas apenas para cada vez mais estreitar elos de companheirismo, e nunca para rompê-los por uma política sempre suja que é a nossa política brasileira.

É dever nosso de mudar esse quadro que hoje está, Como?  Só com duas palavras “respeito” e “educação” ao próximo, e as famílias de cada munícipes !

0 Compart.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *